• Existe Afro-descendentes na Ásia?

    Veja uma lista de celebridades 'Blasians'.

  • Curiosidades: Grupos e Solos

    Veja uma lista de curiosidades de 52 grupos e cantores do K-Pop.

  • Idols são reconhecidos em público?

    Idols que afirmaram não serem reconhecidos em público.

  • Estrangeiros no K-Pop (Idols que não são coreanos)

    Veja uma lista dos Idols do K-Pop que não são coreanos.

  • Coisas no K-Pop que você precisa se acostumar

    Lista de alguns aspectos que são comuns no K-Pop mas estranhos para os fãs ocidentais.

  • K-Idols que têm (ou tiveram) Doenças Graves

    K-Idols que têm (ou tiveram) Doenças Graves e Você não Sabia (Parte 2)

abril 03, 2016

A Lavagem Cerebral que o K-Pop e outras mídias fazem em você

Compartilhe & Comente

Nesses 4 anos de blog, presenciamos muitos casos de pessoas completamente iludidas e alienadas, por mais que tentássemos ajuda-las mostrando estudos científicos que provavam que elas sofreram lavagem cerebral, a maioria não acreditava e insistia que nós estamos tentando inferioriza-los e difama-los. Decidimos então fazer essa postagem, para tentar explicar detalhadamente o quê é a lavagem cerebral e como ela funciona.

OBJETIVO DESTA POSTAGEM
O objetivo desta postagem não é fazer você parar de ouvir K-Pop, nem parar de ver TV e ir morar em uma caverna, se algum momento você entendeu isso é porque não soube interpretar o texto.

Nosso objetivo é mostrar que qualquer tipo de mídia pode causar alienação, porém não queremos evitar o consumo dos mesmo, queremos apenas alertar sobre a má influencia que a mídia, a ideologia e padrão de beleza imposto por ela, que ninguém deve se deixar influenciar negando suas origens, nacionalidade, etnia e opinião. Queremos mostrar que gostar e idolatrar são coisas diferentes, que alimentar um gosto saudável sobre um estilo de música ou cultura é normal, porém um vício e obsessão não é. Ou seja, queremos apenas que os K-Popper que idolatram os Idols e a Coreia como seres divinos vejam que foram alienados e que o K-Pop e a Coreia não são perfeitos, porque nada é, tudo tem seu lado bom e ruim. Este é o objetivo desta postagem e caso veja alguém falando contrário saiba que é mentira.


O que é Lavagem Cerebral
Reeducação/Reforma de Pensamento mais conhecido por “Lavagem Cerebral” reeducação é qualquer esforço constituído visando mudar certas atitudes e crenças de uma pessoa - crenças estas consideradas indesejáveis ou em conflito com as crenças e conhecimentos das outras pessoas - utilizando-se, para tal, de métodos agressivos, como cansaço, substâncias químicas e persuasão, aplicados sobre pessoas que estão privadas da livre determinação de sua vontade (como prisioneiros de guerra, por exemplo). Por meio da lavagem cerebral, indivíduos passam a ter opiniões que não teriam se estivessem em condições de plena liberdade.

O que é Alienação
A palavra alienação tem várias definições: cessão de bens, transferência de domínio de algo, perturbação mental na qual se registra uma anulação da personalidade individual, arroubamento de espírito, loucura. A alienação trata-se do mistério de ser ou não ser, pois uma pessoa alienada carece de si mesmo, tornando-se sua própria negação. Alienação refere-se à diminuição da capacidade dos indivíduos em pensar e agir por si próprios.

Fontes: Wikipedia - 12.

“Não escute, não fale, não veja”
“Não escute a razão e fatos, não fale sua opinião, não veja a verdade”, esses são os objetivos da alienação e lavagem cerebral.

Estátua em Busan, Coreia do Sul.


Lavagem cerebral por Repetição e reprogramação
Você conhece o ditado que diz que “uma mentira contada mil vezes se transforma em uma verdade”?. O cérebro humano funciona mais ou menos dessa maneira, quando não estamos preparados, acabamos acreditando em mensagens que são repetidas inúmeras vezes, mesmo que elas não sejam as mais sinceras ou verdadeiras.

Achar que apenas um seleto grupo de pessoas é bonito e superior é lavagem cerebral por repetição e reprogramação. A mídia repete tantas vezes que apenas certo padrão de beleza é superior e as pessoas acabam aceitando e passando a renunciar a própria opinião ou aspecto natural. A intenção é alienar as pessoas para que consumam apenas o que a mídia quer e pensem como eles (mídia) querem que pensem, pois um povo alienado é muito mais fácil de se controlar (a mídia basicamente controla quase toda a população).

Quando você vê em sua vida inteira apenas mulheres loiras e magras sendo taxadas de superiores e mais bonitas pela mídia, você irá acreditar nisso, não importa quantas mulheres não-loiras e não-magras serem mais bonitas e inteligentes do que as taxadas de superiores que você conheça, não mudará seu pensamento, uma vez que sua opinião já foi substituída pela padrão da mídia, apenas você mesmo pode se libertar da programação feita, mas se não quiser, vai continuar a ser uma pessoa sem opinião própria e totalmente alienada.

É mais fácil enganar as pessoas do que convencê-las de que foram enganadas.
- Mark Twain

Vamos explicar com uma montagem usando pessoas asiáticas que fizeram cirurgias plásticas:


Ou seja, você não gosta de uma coisa ou acha feio, mas a vê sendo taxada de bonita tantas vezes que acaba acreditando e abdicando* de sua opinião inicial. Isso se chama Teoria da Espiral do Silêncio, foi criada em 1972 por uma alemã chamada Elizabeth Noelle-Neuman. Se trata de um processo em espiral que acontece quando um indivíduo percebe uma mudança de opinião e a segue. Já quando a opinião de alguém se difere do senso comum, ocorre uma reação de isolamento onde podem acontecer duas coisas: Ou as outras pessoas alteram a sua forma de pensar, ou a pessoa com a opinião divergente é silenciada.

 Abdicar* Desistir por si próprio; renunciar da sua própria vontade.

Quer mais exemplos? (Aqui no Brasil) Antigamente usar aparelho é motivo de zuação, mas hoje em dia é "moda" e tem gente usando e nem precisa. Há uns 10 anos, ninguém em sã consciência usaria um croc, mas por volta de 2010 ele virou moda e até hoje tem gente que usa. Há alguns anos, "óculos quadrados" eram coisa de gente velha e "CDF", hoje em dia é moda. Há 15 anos atrás, trancinhas, dreads e rastafáris eram coisa de negros sujos e pobres, hoje em dia está na moda e é considerado lindo, desde que o usuário não seja negro. Poderia citar mais uma bíblia de exemplos, mas vamos parar por aqui.

Você sabe porque essas coisas acima passaram a ser moda sendo que antes eram consideradas feias? Pelo simples fato de muita gente ter usado e dito que era "legal/bonito/na moda". Mesmo que antes de virar moda a pessoa achasse a coisa feia e continue achando, vai simplesmente usar porque "está na moda". As pessoas fazem de tudo para serem "aceitas" na sociedade, são completamente dependentes da opinião alheia, não têm vontade e opinião própria. Usar uma roupa ou acessório que não gosta apenas porque os outros acham bonito é renunciar a própria opinião apenas para agradar os outros, é uma forma de alienação e Lavagem Cerebral.

Não existe "gente mais bonita que a outra", pois a beleza é relativa, cada pessoa tem um conceito diferente de beleza. Não adianta tentar alcançar um padrão que não corresponde a sua etnia ou ao seu aspecto natural, pois isso fará de você um ser não-natural, não convicto de si mesmo, uma vez que todos nascem únicos, singulares e mudar sua aparência para copiar outra pessoa é renegar a você mesmo, consequentemente, desfazendo sua originalidade, sua naturalidade, te tornando uma copia, menos que uma sombra, ninguém.

“Errado não é ser quem você é. Errado é deixar os outros dizerem quem você deve ser”
- Frase aleatória que vi no face.



Propaganda e ideologia


Qual o objetivo da propaganda? Satisfazer os desejos humanos. E como a propaganda sabe quais são esses desejos? Porque são eles próprios que os impõem. Mas como pode isso? 

Um exemplo: Os coreanos ligam a TV e dão de cara com uma mulher glamorosa, sensual, rica e com boy lindo. Os homens vão querer uma mulher que se pareça com ela, já as mulheres vão querer ser ela. Vão comprar tudo o que ela anunciar, usar as mesmas roupas, maquiagem, mesmos acessórios e fazer cirurgias para ficar o máximo parecidas com ela. Conclusão: O que é bonito ou feio, em determinado momento histórico, são os meios de comunicação (mídia) que ditam. (E os  "fodões" que estão por trás disso que querem lucrar).

No entanto, é aí que entra a propaganda ideológica, esta que controla as nossas cabecinhas. Ao ver uma propaganda de um suco na TV, nós conseguimos identificar que os anunciantes querem vender esse suco, pois tá na moda, é bom, todo mundo está bebendo, vou experimentar também.


 
"Se você é tão ruim no basquete quanto uma mulher, é só comer uma barra energética que vai irar homem" - Comercial protagonizado pelo grupo SISTAR (não é isso que fala no comercial, é apenas uma analise irônica).

Já no caso da propaganda ideológica é bem difícil, mesmo para os mais espertos, perceber que há um anunciante que está tentando me convencer de algo. E, quando adotamos a mensagem, acreditamos que chegamos a certa conclusão sozinhos. “Por que eu quero ter rosto em formato de V? Bem, porque EU acho bonito”. Mentira, você quer ter um rosto em formato de V porque viu a fulada na TV e todos os homens estão babando por ela. A propaganda ideológica e lavagem cerebral acaba criando um aspecto cultural.


Passe desodorante axe e um cometa de mulheres gostosas vai cair em você.. E provavelmente te matar.

Mas porque as pessoas na mídia são tão diferentes das pessoas normais?.. Pelo simples fato de que as pessoas não gostam do vulgar, do comum, do rotineiro, as pessoas criaram gosto pelo extraordinário, exótico, estupendo. Ninguém vai ao cinema assistir "Batman VS Superman" e esperar realismo, profundidade dos personagens, as pessoas querem ver explosões, prédios caindo, cidades destruídas, homens com músculos exageradamente grandes e mulheres com roupas curtas. Quanto mais atores bonitos um filme tiver, mas atenção do publico feminino terá e quanto mais mulheres gostosas com peitos de fora, mais publico masculino. A audiência da mídia é, em maior parte, conquistada através da representação ou imposição do 'belo', uma vez que o conteúdo e significado se tornaram dispensáveis, ao ponto das pessoas só assistirem um filme se o ator ou atriz for atraente. Criando assim um público fútil e alienado, que mal sabe entender uma história se ela não for mastigada e explicada no mínimos detalhes por alguém 'bonito', pois se for feio(a) não prenderá a atenção do público.

Não é a toa que em filmes de super-heróis as personagens femininas usem roupas extra-curtas ou de couro, ambas não são nem um pouco ideais para combate pois com certeza dificultariam a movimentação, rasgariam ou cairiam com movimento. Mas é claro que sabemos que essas roupas não foram feitas para representar combates realistas e sim para atrair o publico masculino, que consome qualquer coisa que tenha uma "gotosa" na capa, mesmo que seja um filme/jogo/vídeo péssimo e sem qualidade. Isso fica bem óbvio quando analisamos as armadura femininas de jogos de qualquer tipo.

Você vai lutar com uma armadura ou vestuário que deixa todos seus pontos vitais ao alcance de qualquer adversário, próximo ou distante.. Faz sentido.



A Lavagem Cerebral e alienação que o K-Pop faz em VOCÊ
Quando uma pessoa não está preparada ou não conhece determinado assunto, tende a acreditar em tudo que seja repetido inúmeras vezes. Um exemplo: Hollywood sempre usou atores brancos para interpretar grandes figuras históricas do Egito, uma vez que "ninguém acreditaria que uma das civilizações mais inteligentes do mundo era formada por negros", pois como todos sabemos o Egito fica na África e a população original do Egito (antes das grandes colonizações e miscigenação) eram, naturalmente negros (se quiser provas, veja esse vídeo). Porém, em consequência da alienação estúpida de Hollywood, as pessoas sem conhecimento histórico acreditam no esteriótipo racista do "Egito branco". Da mesma forma acontece na cultura coreana, a pessoa não está preparada ou não conhece o K-Pop ou Doramas e acaba acreditando em tudo que vê, como os doramas, que são completamente fantasiosos, fictícios e de forma alguma representam a realidade coreana.

A maioria dos fãs de K-Pop são pré-adolescentes ou adolescentes, que são muito mais influenciáveis e inseguros do que os adultos. Os jovens não sabem nada sobre a vida, sobre o mundo e as dificuldades de viver nele, eles ainda estão em processo de formar a sua personalidade, por isso são mais suscetíveis a alienação e lavagem cerebral. Por exemplo, se você chega para uma criança e diz várias vezes que uma banana é vermelha, ela vai acreditar. E mesmo que ela cresça e outros digam que ela está errada, ela ainda pode acreditar naquilo pro resto da vida. Tendo uma mensagem, é só saber como propaga-la da forma correta. Repetição é um dos métodos mais eficientes da propaganda. Por exemplo: Temos um produto ou um pensamento, vamos repetir para que a pessoa sempre lembre dele e de como ele é bom. Se ela não acreditar, vamos repetir até que acredite.

Quer um exemplo dentro da cultura coreana? A Coreia do Sul, ao contrário do que a maioria dos K-Poppers pensam, não é um país maravilhoso, pode até ser um país de primeiro mundo, seguro, com uma economia estável, porém continua sendo muito segregado, machista, conservador e desigual. As pessoas coreanas precisam se matar nos estudos para garantir uma boa formação e depois se matam trabalhando em cargas horarias abusivas e sem garantia de remuneração adequada, isso se perpetua até a Terceira idade, uma vez que o sistema de previdência sul-coreano, criado em 1987, é muito falho, por isso o cidadão precisa ser autossuficiente até o fim da vida (trabalhar até morrer de velhice). A Coreia é um país normal, como qualquer outro, tem seus defeitos e vantagens, da mesma forma que existe gente ignorante, estúpida, preconceituosa, sem educação, etc aqui no brasil, existe também na Coreia, nos EUA, Inglaterra, etc, em qualquer outro país, pode ser uma terra diferente, a população pode ter fisionomia diferente, mas no final é tudo gente, tem gente boa e ruim em QUALQUER LUGAR.

Sem contar que, em 2012 a Coreia do Sul foi eleita a nação desenvolvida com mais suicídios, segundo dados publicados pela Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE). Diariamente 40 pessoas coreanas se suicidam, consequentemente, mortalidade por suicídio já ultrapassou as taxas de mortalidade por diabetes, pneumonia e doenças do fígado. O próprio governo coreano reconhece que o suicídio é um problema e faz campanhas para tentar diminuir os índices (sem muito sucesso). Muitas pessoas coreanas dizem que a Coréia é um "inferno" e que um coreano(a) só pode ser bem sucedido se tiver nascido com uma colher de ouro na boca (nascer rico), já que geralmente os ricos vão para as melhores escolas e faculdades, garantem os empregos mais fáceis enquanto os pobres têm que virar as noites estudando para trabalhar em empregos exaustivos e abusivos. Então se os próprios coreanos são infelizes ao ponto de suicidarem, porque um(a) K-Popper seria mais feliz apenas por morar na Coreia?



Lavagem cerebral e alienação no BRASIL ZIUL ZIUL

Mídia x política x situação econômica do Brasil: A mídia dominante no Brasil, vulgo TV, vulgo rede de lavagem cerebral, tenta passar a imagem do Brasil perfeito, onde não existe crise. Faz com que o publico alvo, pobres, já que rico não fica vendo tv aberta o dia inteiro, acreditem que a crise "não está tão ruim assim" e que a falta de emprego não tem relação nenhuma com a crise, mas sim pela falta de profissionais qualificados para preencher as vagas abertas. Esse pensamento estúpido e incoerente é o que a mídia tem passado ao público brasileiro que infelizmente, tem, em maioria aceitado a mensagem sem questionar. 

Políticos x crise x reforma política: Os políticos querem que as pessoas acreditem que o único problema do Brasil é um partido político especifico, não tem nada haver com a corrupção e desigualdade, magina.. "Não fale em crise, trabalhe", frase que devia estar em 10 ou 20 milhões de outdoors de acordo com Michel Temer. Sim, está certíssimo, não fale, não pense, seja um burro de carga, trabalhe apenas olhando para frente, não importa as condições, porque o trabalho é a solução para a crise no Brasil, porque ninguém tinha trabalhado para valer até o momento. Tá certíssimo.. SÓ QUE NÃO. Alienar o povo para não se questionar sobre os motivos da crise é sim lavagem cerebral, só não vê quem não quer. Até porque todo mundo vai ficar rico apenas acordando cedo e trabalhando para caramba. "O governo não quer uma população capaz de fazer pensamentos críticos. Ele quer trabalhadores obedientes. Pessoas inteligentes o suficientes para controlar máquinas e burras o bastante para aceitarem pacificamente a própria situação." - Frase aleatória que vi no face.

Cultuamento a estupidez x descriminação da falta de conhecimento: Muitos dos brasileiros não gostam de estudar, acham "chato", coisa de "nerd", porém ridicularizam qualquer pessoa sem estudos as taxando de preguiçosas. O atraso social e desigualdade racial não aumentaram em nada o anseio por conhecimento, que ainda é posto de lado em relação ao consumismo, até porque um tênis de marca é mais importante do que o investimento cultural. "Os brasileiros têm de compreender que estudar não é chato; chato é ser ignorante!" - recomendo  a leitura desta postagem. Novamente, a mídia teve papel crucial nesse aspecto, os programas, novelas e demais sempre cultuam os padrões de beleza, consumismo e "vulgaridade", fazendo desde os desejos dos consumidores dessas mídias.

Mídia x mundo de cristal x regime do medo: Enquanto uma "certa emissona" líder em audiência mostra apenas notícias que já são de conhecimento público, que se eles não mostrassem as pessoas saberiam de boca em boca, histórias de cachorrinhos abandonados, porque esse é o real problema do Brasil, e como a classe média branca economiza na compra do mês, até porque a maior rede pública do Brasil tem a classe média branca como público majoritário.. Pois toda essa encheção de linguiça colorida do mundinho de cristal que só existe nas historinhas das novelas fica apenas para a líder, pois as demais emissoras fazem questão de mostrar "o Brasil de verdade", usando sensacionalismo estúpido para mostrar o quanto de barbaridades acontecem todos os dias, "explicando" os crimes como se o público fosse crianças no prézinho, que as ruas são campos de guerra e nem dentro de casa as pessoas estão a salvo, que é melhor se viver com medo e nunca questionar os motivos para os altos índices de criminalidade. Programas que repetem e distorcem notícias antigas para parecerem novas, já que as pessoas precisam acreditar que tem crimes horrendos acontecendo a cada segundo, pois a melhor e única situação que o povo brasileiro é permitido estar, é com medo. Quer maior exemplo de lavagem cerebral do que essa?

Podia até citar mais exemplos, mas sei que a maioria de vocês tem plena consciência do que se aplicar como lavagem cerebral na sociedade brasileira. E os que não sabem.. Bom, nem adianta tentar persuadir quem não vê nada além de um mundo feito de algodão doce  e vídeos clipes coloridos.

“Todos nós sabemos que a função da mídia nunca foi eliminar os males do mundo. Seu trabalho é nos persuadir a aceitar esses males e nos acostumar a viver com eles. Os detentores do poder querem que sejamos observadores passivos.”
Trecho do filme Waking Life (2001), de Richard Linklater.


Alienação e lavagem cerebral na Coreia


As pessoas coreanas comuns não são iguais aos atores de doramas e muito menos aos cantores do K-Pop. A maioria deles tem pele mais escura que os famosos (tons de chocolate claro e caramelo), são mais "cheinhos", pequenos e dificilmente têm narizes finos ou pálpebras dupla (os miscigenados não contam), totalmente opostos ao que é mostrado na mídia coreana: pessoas altas, magras, de pele clara, de nariz empinado de ponte larga e olhos grandes. Os consumidores dessas mídias (gente comum), acabam achando que APENAS aquele padrão que veem o tempo todo é bonito e qualquer pessoa que não se encaixe nele é, automaticamente, feia(o).

 


 

 

Alguns Idols que usam muita maquiagem para clarear a pele. 

Veja a postagem: Razões pelas quais o whitewashing deveria acabar.

Quer um exemplo desse padrão? Os internautas coreanos fizeram uma postagem sobre Celebridades femininas com maxilares angulares (quadrados). A postagem tinha várias fotos de celebridades coreanas como Song Hye Kyo, Liu Yi Fei, Moon Chae Won, Nana, (After School). E no final esse texto:

“É claro que outras características como olhos nariz e boca são importantes também, mas assumindo essas características são acima da média !!!! Quando eu era jovem, eu só pensava que rostos em formato de V eram o único tipo bonito. Mas à medida que envelheço, queixo angular parece mais elegante e nobre do que os afiados de formato V. Estou com ciúmes porque não dá para conseguir essas faces com cirurgia plástica”

Veja abaixo os comentários com mais avaliações (+ positivas, - negativas):

[+107, -4] Maxilares angulares pode não ser o foco da beleza das mulheres olhando para Kim Jin Soon e Park Gyung Lim porque pode dar um forte apelo para o rosto, mas.. Nós não estamos falando sobre isso.. Suas jawlines angulares dão um ar mais elegante.. Se eu fosse para escolher os dois primeiros, seria Grace Kelly e Monica Bellucci.. Há também Kate Middleton, que pode ser comparado a Moon Chae-won, Song Hye Kyo e Han Ga In da Coreia ... a geração de antes, podem ser comparadas com Kim Hee Sun e Lee Young Ae ?? Todas elas têm formas de rosto magro e bonito, mas sua mandíbula aparente torna mais elegante.. Mas a Coréia prefere mulheres sem queixo do que as mulheres com boas características acima do queixo.. Eles pensam que eles se parecem com bonecas ou algo assim.. Dizem que olhos são importantes para as mulheres.. mas para ser honesto, olhos e nariz são características básicas, mas o maxilar inferior deve ser bonito T_T_T hahahaha
[+104, -5] Em relação a fisionomia, queixo em linha V não é uma coisa singular. Um queixo ligeiramente inclinado é mais chique.

Na Coreia o padrão são rostos em "formado de V", rostos finos e pontudos seguindo o modelo de padrão ariano que o povo coreano tanto baba ovo. A maioria dos coreanos(a) não têm o rosto em formato de V, eles fazem cirurgias para conseguir (raspagem de maxilar e queixo). Veja alguns Idols com "V-Line" (rosto em formato de V): Goo HaraLuna - F(x)Park Gyuri,

Podemos também citar a vez em que os membros do programa "Abnormal Summit", programa de debate entre homens de vários países, discutiram sobre cirurgias plásticas na Coreia. Obviamente a maioria deles era contra e acharam estranho (se estiver interessado(a) em saber a opinião deles veja a postagem original clicando aqui), quero apenas dar ênfase no segundo comentário mais avaliado:

[+114, -9] Ouvi dizer que em países estrangeiros pessoas com rosto pequeno são motivo de piada ㅠㅠㅠ e pessoas com cara grande são elogiadas, porque isso significa que você é inteligente ㅠ ㅠㅠㅠ (embalando minhas malas)

Na Coreia o padrão são rostos pequenos. É comum ver coreanos medindo seus rostos e tirando fotos ao lado de objetos pequenos para "provar" que têm rostos pequenos, alguns dos objetos são: folhas de papel, folhas de arvoresCDsqualquer tipo de recipienteferros de passarhamburgersbiscoitossapatoscopospirulitosbolas esportivas, e qualquer objetos pequenos comuns que sirvam de base de comparação.

Vejam também a situação descrita pelo bloggeiro americano Chris Tharp, que vive na Coreia do Sul, na qual fez uma postagem intitulada "5 razões pelas quais eu DETESTO K-Pop e você deveria também", em um dos tópicos ele ressalta que as pessoas que aparecem na mídia coreana seguem sempre um padrão surrealista, que não condiz com a realidade coreana. Isso faz com que as pessoas comuns se odeiem e acreditem que são feias (mesmo quando não são). Chris citou o exemplo da própria noiva, uma coreana, que ele afirma ser muito bonita, Minhee, que se sentou perto de uma fã "ardente" de K-Pop durante uma viagem. A garota K-Popper em questão, trabalhava em uma loja de café e era muito bonita, embora muito mais escura e baixa do que uma coreana normal, especialmente daquelas comercializadas para consumo de massa através da TV e do K-Pop. “Cantores coreanos são tão bonitos” ela disse. “Assim como você” Minhee respondeu sinceramente e acrescentou “Você é muito bonita”“Não, não..” a garota balançou a cabeça e completou “Pele muito negra. Nariz largo. Nada belo”.

Chris finalizou: "E.. eu poderia ter dito que ela é racista, mas eu não vou. Já que Jenny Hyun, um a proeminente "compositora" do K-Pop, já fez.".

Caso você não esteja familiarizado com os casos de racismo no K-Pop, nós deixamos o link da nossa postagem: Piores Aspectos do K-Pop.

Na mesma forma que o Brasil tem 70% da população negra e afro-descente, mas a mídia brasileira não representa essa estatística, a mídia coreana também subentende a definição de "padrão de beleza" e "família tradicional" e dificilmente ou nunca retratam seus cidadãos da forma que eles realmente são.


Como a Coreia do Norte faz lavagem cerebral


No caso da Coréia do Norte essa lavagem cerebral acontece de forma diferente. Lá, os meios de comunicação são usados como ferramentas no uso da Propaganda Ideológica. Mas qual seria a diferença da propaganda normal para a propaganda ideológica? A mensagem a se vender. 

Primeiro, vamos ao termo ideologia. Ideologia seria uma visão de mundo. Desta forma, existem inúmeras visões, pois cada indivíduo possui a sua. No entanto, a ideologia dominante, ou seja, a visão que a sociedade vai acreditar em determinado período da história, será sempre a ideologia da pessoa que está no poder. E como essas pessoas são capazes de fazer uma população inteira acreditar que o que dizem é a verdade? Através dos meios de comunicação. Quando uma propaganda da Etude House aparece nos canais de televisão da Coréia, é possível identificar que os anunciantes (no caso, a marca de cosméticos), querem vender o seu produto. É um produto bom, que vai fazer com que você se pareça uma K-Idol. “Ok, gostei, vou comprar”. Já na propaganda ideológica é bem difícil, mesmo para os mais espertos, perceber que há um anunciante que está tentando nos convencer de algo. E, quando adotamos a mensagem, achamos que pensamos desta forma sozinhos.  Agora, pensem como é morar em um lugar completamente fechado, onde é praticamente impossível receber informações do exterior e todas os meios disponíveis são produzidos e/ou aprovados pelo governo? É este o caso da Coréia do Norte, onde todos os produtos, programas de televisão, rádios e filmes são produzidos com o intuito de passar a ideologia do governo.

A Coréia do Norte é, no papel, um país socialista, “onde se tem comida, lugar para morar, saúde e educação”, porém, nem sempre há o que comer, não se pode escolher onde morar, não há remédios e a educação é toda voltada para a ideologia dominante, a ideologia da família Kim. Desde o nascimento, os norte-coreanos são bombardeados durante 24 horas por dia por propaganda ideológica e, consequentemente, crescem acreditando nela. Quando pequenos, aprendem canções que enaltecem o seu líder supremo (como assim o chamam) Kim Jong-un e seus antecedentes. Ao chegar na faculdade, aprendem como o resto do mundo está aderindo às ideologias da Coreia do Norte e como devem prosseguir para agradar o seu líder (Opinião bem diferente da que temos aqui no exterior não é mesmo?!). Isto é, se chegarem a ter uma oportunidade de entrar um uma faculdade.

De acordo com a especialista Barbara Demick, a Coréia do Norte possui um sistema chamado Songbun, que é a classificação de sua lealdade ao líder. As pessoas são divididas em uma classe principal, que são membros do partido e apoiadores do regime; uma classe flutuante no meio, a maioria; e, finalmente, os indesejáveis. Onde você vive, o tipo de trabalho que você tem, onde você estudo, enfim, a sua vida, depende da sua classe.

Devido à essa propaganda, os norte coreanos nascem enaltecendo e agradecendo aos seus líderes. Os que mudam de idéia no meio do caminho são obrigados a manter-se em silêncio por medo. Kim Jong-un já matou por menos (três pessoas foram mortas a tiros na Coreia do Norte ao serem pegas assistindo novelas sul-coreanas em seus celulares).

Dos poucos que conseguem fugir do país, alguns permanecem na Coréia do Sul em silencio, outros contam suas histórias para o mundo, como Yeonmi Park e Hyeonseo Lee.

E não estamos comparando os países, apenas mostrando que a alienação é feita em todos os lugares por todas as mídias e não apenas as que têm influencia ocidental.


Ódio aos estrangeiros
Na Coreia do Sul 98% da população não tem miscigenação. Os estrangeiros residem apenas nas cidades grandes e a maioria dos coreanos nativos nunca têm contato com estrangeiros ou mestiços durante suas vidas. Isso gera uma ignorância muito grande, a maioria acredita nos esteriótipos da mídia e na opinião de outras pessoas, usam disso para julgar os estrangeiros mesmo antes de conhece-los.

Existe nacionalistas e patriotas ignorantes aqui no Brasil que dizem que o governo não pode aceitar imigrantes mas sonham em ir morar nos EUA/Canadá para ganhar a vida (irônico), também têm pessoas assim em qualquer lugar.. Talvez lá fora sejam ainda mais, já que muitos dos brasileiros não são muito patriotas, só ignorantes. Ao contrário de países asiáticos onde politica é igual aquela velha história de religião e futebol, não se discute. Muios coreanos acham que são melhores em tudo e que a cultura deles é superior ao resto, é natural de pessoas patriotas pensarem assim, até aí tudo bem, os  norte americanos e europeus também são assim, porém humilhar e inferiorizar outras culturas é pura ignorância, serve apenas pagar ódio com ódio, um ciclo vicioso que não acaba. Sem contar que muitos dizem que os estrangeiros não são confiáveis e que apenas vão para a Coreia para enriquecer e 'roubar' os empregos dos coreanos (rapaz, minha mãe pensa a mesma coisa dos haitianos, que vergonha bateu agora).

Nacionalismo: Te faz ter orgulho de coisas que você não fez e odiar pessoas que você não conhece. 
Frase aleatória que vi no face.

Os coreanos têm costume de proibir seus filhos de se casarem com estrangeiros, principalmente porque acham que eles vão renunciar a cultura coreana e mudar para outro país. Deve se levar em conta que as pessoas coreanas dependem completamente do que os filhos serão no futuro, uma vez que as leis de previdência social na Coreia são falhas e é muito difícil se aposentar lá, por tanto, as pessoas coreanas trabalham até morrer de velhice, pensando que se os filhos casarem com estrangeiros irão mudar de país e esquecerem da família.

Por mais que os coreanos(as) adorem os arianos (brancos e loiros), eles não querem "casar" ou ter relacionamentos sérios com eles ou elas, querem apenas TRANSAR, pois têm fetiche com estrangeiros (brancos). Muitos coreanos fazem sim cirurgias para ficar mais "ocidentais", mas não quer dizer que eles gostem de ocidentais, eles querem apenas ter alguns traços iguais (olhos grandes, nariz fino etc). [Desculpe quem se ofendeu com o linguajar, mas essa é a verdade, não tem porque 'amortecer']

E você acha que é assim só em países asiáticos?.. Não, aqui no Brasil mesmo, a nosso cultural, especialmente o carnaval usa as mulheres negras (geralmente mestiças) como "isca" de gringo, como objeto de marketing, põe uma 'mulata' pelada que faz sucesso. Porém a imagem das mulheres negras se resume a isso, objetos. Dificilmente a mídia retrata mulheres negras fora de uma posição submissa ou fetichizada. Apenas mulheres negras sabem, muitos homens dizem que gostam de 'morenas' mas que só se casam com brancas. Isso acaba com a autoestima de qualquer um.. A fetichização da imagem de mulheres de determinada etnia é constante, acontece com negras, asiáticas, "ruivas", que são sempre usada como fetiche, mas não como parte interina da sociedade.

Gosto é construção social. Se você for criado com gorilas, andará como tal. Se você crescer numa sociedade em que todas as princesas da Disney foram brancas até 2009, onde todas as paquitas eram loiras, todas as apresentadoras infantis eram loiras, todas as mulheres representadas como "bonitas" eram brancas. Numa sociedade onde a Rihanna foi a primeira mulher negra a fazer uma campanha para a Dior em 2015. Onde depois de 31 anos de Malhação a primeira protagonista negra vai ser agora em 2016. Ou seja, uma sociedade onde é só a mulher branca e loira está num padrão de beleza considerado bonito, você crescerá achando que mulheres negras não te atraem por questão de gosto. Quando você nunca foi ensinado a de fato gostar de negras porque a representatividade estava em ser Globeleza (objeto sexual), Tia Anastácia ou Xica da Silva. Então se rever alguns conceitos, você foi ensinado e moldado a ter esse gosto. Que faz com que milhares de mulheres negras tenham depressão e auto-ódio por esse tipo de comentário. Toda negra já foi recusada por "questão de gosto". Fonte.

PS: O termo ‘mulato’ vem das palavras em espanhol e português para a mula, que baseiam-se no termo em latim mulus que significa a mesma coisa. A mula é o produto resultante do cruzamento do cavalo com burra, ou seja, passou a aplicar-se ao filho de homem branco e mulher negra. O termo mulata tem raiz baseada em um animal, igualmente como o “criolo”, termo que se usava pra designar os negros antigamente, que também era o nome de uma raça de cavalo. Não usem essa palavra nunca.

E exatamente acontece com asiáticos, a mídia dificilmente representa pessoas asiáticas como 'galã' ou 'moçinhas'. Existe pouquíssimos modelos asiáticos, mesmo em países como Japão, a maioria dos modelos são estrangeiros, tanto que o país é 'porta de entrada' para a maioria dos modelos caucasianos. Ou seja, a mídia ignora a presença dos asiáticos nos ocidente, ou os representa de forma ridiculariza. E depois de anos, as pessoas dizem que 'não acho asiáticos bonitos' e acreditam que esse é 'gosto deles', quando não é. Essas pessoas dizem isso apenas porque não veem asiáticos sendo representados como 'desejáveis'. Não é a toa que várias pessoas conhecem que K-Pop e dizem que 'não achavam asiáticos bonitos antes, mas viram que são depois de conhecer K-Pop', ora, como alguém pode mudar de opinião tão rápido?.. Esses pessoas não achavam asiáticos 'bonitos' simplesmente porque a mídia ocidental não mostra.

As pessoas miscigenadas sofrem muito preconceito e também os filhos de coreanos criados em outros países também são alvo de preconceito, vamos citar alguns exemplos:
• Participante, Somi, do programa competitivo da JYP Entertainment, 'SIXTEEN", chorou durante um programa ao lembrar-se de ser chamada termos depreciativos no passado por ser meio-canadense e meio-coreana. Durante uma seção de entrevista, ela disse: "Eu ouvi que eu era um vira-lata (mestiças, sem raça) dos meus amigos", lágrimas escorrendo pelo seu rosto. O pai dela, Matthew, acrescentou: "Quando ouvi isso, meu coração não apenas se feriu normalmente. Doeu muito. Eu quase chorei. Sua mãe chorou".
• Kangnam do M.I.B confessou que foi vítima de bullying racial quando ele era jovem. "Cresci no Japão, e fui condenado ao ostracismo de todos", disse ele em uma entrevista "Eu era pequeno e parte-coreano, por isso foi especialmente difícil para mim.", "No jardim de infância, se não compreendia o conceito de desenho da linha (acho que era os ideogramas), era ainda pior, iriam puxar meu cabelo", confessou. Jo Se Ho, que estava no mesmo broadcast, compartilhou sua situação semelhante, "Morei no Japão, quando era jovem. Voltei para a Coréia e transferido de escolas e uma vez dizia ter vindo do Japão, eles começaram a me intimidar", disse ele. "Eu era jovem, então implorava para minha mãe me deixar ficar em casa".
• Fei do Miss A revelou que sofreu muito preconceito quando debutou na Coreia. Na época ainda haviam poucos ídolos da China promovendo em um grupo de K-pop e ela passou por muitas dificuldades. No programa da KBS "Neighbor Charles", Fei apareceu como professora por um dia e compartilhou alguns de seus problemas junto com a cantora Shannon, que tem um pai britânico e mãe coreana. Fei revelou: "Quando vim pela primeira vez para a Coréia, alguém me perguntou se eu tomava banho só uma vez por semana. Fiquei surpresa. Eu disse, 'eu tomo banho todos os dias, por quê? Você acha que os chineses não tomam banho? ' A pessoa ficou muito séria". O artista italiano David, que também era convidado disse "Minha esposa é coreana e meu filho é mestiço. Quero conversar sobre isso quando ele crescer. Acho que as pessoas preconceituosas têm uma perspectiva muito estreita. Você tem que pensar em si mesmo como especial. Eu vou dizer isso para o meu filho também. Você é único, você é uma pessoa, mas você tem duas culturas. É por isso que você é capaz de compartilhar tanto com outras pessoas. Para viver sem preconceito, que é a coisa mais importante do mundo".
• Julien Kang revelou que ele foi discriminado durante sua infância por ser bi-racial. Ele é o irmão mais novo do lutador de MMA, Denis Kang e cresceu no Canadá. Seu pai é coreano e sua mãe é francesa. Ele participou do programa da MBC, 'Adventure Final' e compartilhou por que ele decidiu vir no show, "Crescendo como uma pessoa bi-racial, experimentei muita discriminação quando era jovem. Então sempre me faltava confiança. Quero ajudar muitas crianças mistas inter-raciais á ter confiança em suas vidas", também acrescentou: "A razão pela qual eu coloquei todo o meu esforço em cada episódio e recebeu o apelido de 'super-homem selvagem' não foi porque queria ganhar, mas foi porque eu queria ser a esperança para as crianças pequenas".
PS: Os homens mestiços sofrem ainda mais preconceito na Coreia, uma vez que o serviço militar não é obrigatório quando a pessoas nasceu em outro país (geralmente os mestiços são nascidos em outros países e depois se mudam para a Coreia).
• Na época em que o Jay Park era trainee da JYP era chamado de nomes depreciativos, que preferimos não citar, relacionados ao fato dele ser filho de coreanos e criado nos Estados Unidos.
•  Insooni (인순이) é coreana, nascida em Pocheon, filha de mãe sul-coreana e pai Afro-americano, que serviu ao exército dos EUA na Coréia do Sul. Ela foi criada apenas pela mãe e passou por muitas dificuldades e discriminação constante por ser bi-racial e de pele escura - também no anos 1960, quando as mulheres se casam com homens estrangeiros eram mal vistas e ligadas a status social baixo ou estupro -. Insooni acabou desistindo dos estudos após concluir o ensino médio por causa da discriminação e assédio moral que ela constantemente confrontava. Em sua adolescência, ela foi ajudada por um membro USFK (Forças dos EUA na Coreia), ganhou amigos que lhe deram sua comida, roupas e um ombro para chorar. Ela estreou como cantora 1978 em um grupo chamado Hee Sisters, mas apenas em 1980 ela lançou o primeiro solo Every Night (밤이면 밤마다) que virou um hit enorme e manteve-se em 7° lugar nas paradas da KBS em 1984, desde então, Insooni lançou dezenas de hits e foi nomeada a "Rainha do R&B na Coreia". Ela fez muitos trabalhos sociais, incluindo o apoio constante de orfanatos e órfãos na Coréia, além de várias companhas de apoia a crianças mestiças.

A situação do preconceito na Coreia se tornou tão alarmante que o próprio governo coreano criou leis para a proteção moral dos estranheiros, tais como: "Lei Básica sobre a melhor tratamento de estrangeiros residentes na Coreia (2007) e suporte para o ato Famílias Multicultural (2008)". Em pesquisa realizada em nível acadêmico sobre o multiculturalismo, foi constatado que apenas 2% da população da Coreia é estrangeira ou de famílias multiculturais.


A alienação do Padrão de beleza
Um dos mais cultuados padrões de beleza na maioria dos países asiáticos é pele de porcelana (branca), isso é histórico, pois á séculos, pele branca é assemelhada a pessoas da nobreza (que não trabalhavam, por tanto não pegavam sol) e pele escura aos plebeus pobres (que trabalhavam o dia inteiro). Eles acham que pele escura é sinônimo de sujeira e "mau cheiro", até mesmo dentro dos grupos de K-Pop é possível notar esse esteriótipo, muitas vezes os Idols de pele escuta são humilhados e taxados de "sujos", como as membros do SISTAR, que voltaram do Hawaii depois de gravar o MV de Loving U e suas peles  bronzeadas se tornaram uma "controvérsia" na mídia coreana, os internautas diziam que elas eram feias e sujas, em especial a Hyorin.

As pessoas coreanas simplesmente evitam tomar sol, eles não sabem ou provavelmente ignoram o fato que é necessário para a saúde tomar sol, pois fornece vitamina D que é necessária para nosso corpo. É comum ver os coreanos, principalmente as mulheres, usando roupas que tampam todo o corpo acompanhadas de máscaras e bonés/chapéus, elas fazem isso para não pegar sol, mesmo nos dias quentes. Os próprios médicos recomendam que todo mundo tome pelo um banho de sol por mês, inclusive os bebês recém-nascidos precisam pegar sol. Agora imagine alguém que nunca toma sol? O organismo fica deficiente de vitaminas e não é a toa que a Coreia é um dos maiores consumidores de vitaminas em cápsula do mundo, a maioria não se alimenta direito e não toma sol, acabam ficando doentes, existe também o contra ponto que os asiáticos tem a saúde naturalmente menos resistente que as dos ocidentais, então eles têm tendencia de ficarem doentes e desnutridos mais rápido do que nós. Ou seja, a alienação é tanta que eles preferem abdicar dos cuidados da saúde á tomar sol ou se alimentar corretamente apenas para se encaixar no padrão branco e magro. É claro que existe em exceções, estamos falando de forma geral.

As pessoas mestiças sofrem muito preconceito na Coreia, pelo simples fato que os coreanos deduzem que uma pessoa mestiça se acha melhor que eles ("deduzem", não sabem e nem conhecem a pessoa e já acham isso), eles acham que a cultura coreana é superior e não tem interesse em conhecer outras, então a qualquer menção do país de origem que um estrangeiro ou mestiço fizer será criticado por se achar melhor que os coreanos nativos (mesmo quando a intenção não era essa). A maioria dos coreanos, principalmente os mais velhos (mais de 30) acham que a "pureza da raça" deve ser mantida (só até nascer um monte de criança com deformação, aí vamos ver se eles continuam achando isso). E também, muitos dos mestiços, em especial os com mais de 40 anos, eram frutos de estupros, principalmente dos soldados americanos nas bases americanas na Ásia, por isso muitos mestiços sofrem preconceito, pelo esteriótipo de serem "sujos".

Vale a pena lembrar que a Coreia é um dos países com maior índice de ABORTOS no mundo, são realizado mais de 350.000 vezes anualmente de acordo com um relatório do próprio governo coreano. Apesar do procedimento ser proibido federalmente, continua sendo realizado com segurança em clínicas e hospitais, públicos e privados no país inteiro. Talvez porque muitas não tem acesso a direto a anticoncepcionais (mensal ou pílula do dia seguinte), lembrando que o Brasil é um dos poucos países onde se pode comprar anticoncepcionais sem receita. E muitas coreanas têm medo de ir ao médico e os pais descobrirem que elas não são mais virgens, uma vez que a sociedade deles é muito conservadora e acham que a mulher tem que se casar virgem mesmo que a maioria dos homens não seja e ainda durma com prostitutas. Os médicos coreanos também não explicam direito como os anticoncepcionais funcionam, poucos têm instruções, então elas nem ao menos sabem usar. Além do fato que as escolas coreanas não ensinam sobre sexualidade como no ocidente, eles não "falam diretamente", nem "vagina", nem "pênis", usam outras palavras ou termos "técnicos" para descrever os órgãos (geralmente nomes de objetos) e não descrevem corretamente o ato sexual, ao ponto que os coreanos só descobrem como se transa na hora em que tem a primeira relação sexual.

A população coreana cresce sendo induzidas a odiar seus próprios olhos sem pálpebra dupla. E como todos nós sabemos, não ter pálpebra dupla é uma característica normal dos povos "asiáticos-orientais" (na verdade é a única que os difere das outras etnias). Então se é um aspecto normal da etnia deles, por que eles repudiam tanto? Ou querem tanto mudar? .. Porque eles não chegaram a esse padrão por vontade própria, foram induzidos pela mídia "branca", que representa apenas pessoas arianas como bonitas e bem sucedidas, tais como os filmes, séries e vídeo clipes. O padrão de beleza ariano foi e ainda é formado pelo preconceito na imposição do padrão de beleza, uma vez que os filmes americanos apenas colocam mulheres brancas e magras sendo taxadas de bonitas, nunca negras, nunca asiáticas, nunca nativas ou árabes, apenas brancas, pois eles querem impor que são superiores e que qualquer um que não seja igual a eles é feio e inferior. Durante séculos as pessoas asiáticas foram inferiorizadas, taxados de feios, pequenos, burros e fracos. Isso mudou um pouco com o tempo, porém ainda segue a imposição do padrão ariano aos asiáticos, "Você pode ser asiático-oriental, mas tem que ter olhos grandes, pois olhos pequenos são feios", mas por que são feios? "Porque apenas são feios", não, as pessoas dizem que olhos pequenos ("puxados") são feios apenas por não serem parecidos com os olhos dos ocidentais. Mas quem  tem o direito de dizer o que é bonito e o que não é? Quem tem autoridade de impor um padrão para toda uma etnia?.. Pois é aí que entra o preconceito e a imposição do padrão branco. Pois qualquer um que não seja "branco" (caucasiano) é considerado "feio(a)". Mas por que? Porque as pessoas fazem isso? Pelo amor de Deus?.. Pois foram programados desde pequenos a acharem que apenas pessoas arianas são bonitas. E é por isso que a aceitação e amor próprio são tão importantes, você não pode querer ser outra pessoa, você é quem você é, nasceu assim, qual é o sentido de querer mudar seu rosto ou corpo para se parecer com outra pessoa? Você está desistindo de você mesmo para se tornar uma cópia barata de outra pessoa? Isso é errado! As pessoas são diferentes e é por isso que são belas, pois a real beleza não é padronizada, é natural, como uma flor, você a acha uma flor bela pois é natural, porém se for amassada ou incendiada perderá a beleza uma vez que não está mais em seu estado natural. E assim é o ser humano, você não pode querer parecer outra pessoa, pois nunca será, cada um é diferente e existe propósito nisso, uma vez que os animais, por exemplo, leões e leoas, são todos "iguais" e não precisam de diferenças já que não tem raciocínio, nem têm uma sociedade, o ser humano, porém, é "racional" e tem a consciência que cada pessoa é diferente, tem capacidade de pensar e criar coisas que nunca foram descobertas por outros, eis o motivo pelo qual somos diferentes, pois temos raciocínio, pensamentos diferentes, opiniões diferentes e naturalmente, fisionomias diferentes. Você conseguem imaginar que bosta seria se todo mundo tivesse a mesma cara e o mesmo corpo?


As coisas não são fáceis como parecem 
Os K-Poppers têm costume de dizer que seus sonhos são ir para a Coreia e se tornar um Idol do K-Pop.. A maioria deles são jovens, acham que a vida é fácil. Não é simples para um coreano(a) se tornar um Idol, imagina para um estrangeiro que nem fala coreano? Os jovens de hoje em dia não têm noção de como a vida é difícil, não têm noção do que é possível ou não de acordo com a realidade onde vivem. Simples assim. Não é apenas esforço que garante a realização de um sonho, há muitas outras coisas, oportunidade, privilégios e sorte são maiores garantias do que esforço e dedicação.

A maioria dos Idols passam por aulas de dança, canto, atuação, línguas estrangeiras, etiqueta, etc. Esse é o famoso período de "Trainee", onde eles treinam mais de 9 horas por dia, para estarem completamente preparados para atuar em vários ramos do meio artístico. Muitas vezes, porém, o esforço não adianta pois a maioria não chega a debutar e têm seus contratos cancelados, em muitos casos, apenas por não se encaixarem no padrão de beleza coreano e não aceitarem se submeter a cirurgias. O esforço e talento não são suficientes.

Quase todos os contratos das empresas de K-Pop têm de sete a onze anos de duração e quando a pessoa quiser (ou precisar) quebrar esse contrato é obrigada (na maioria das empresas) a pagar uma taxa de quebra de contrato, em vezes chega a um milhão de dólares. Vários grupos já entraram em processos com suas empresa alegando contratos abusivos, exemplos são: JYJ, B.A.P, Block B. 

Veja alguns exemplos de abusos feitos por CEOs e membros de empresa do K-Pop:
• Ex-trainee revela em entrevista que foi estuprado e abusado sexualmente em agência. Veja a matéria aqui.
• CEO da Open World Entertainment foi preso por supostas acusações de assédio sexual. Veja a matéria aqui.
• Ceo da Star Empire, Shin Joohak, denunciado por antigo abuso de 9MUSES em documentário. Veja a matéria aqui.
• Líder do ZE:A revela segredos explosivos sobre o CEO da Star Empire! Veja a matéria aqui.

Veja mais sobre o assunto nesse artigo: [Opinião] O lado negro do K-Pop.

Se para eles é difícil, imagina para quem não é coreano?



Gostar e idolatrar são coisas bem diferentes
Escutar um estilo de música é muito diferente de idolatrar os cantores do mesmo. Você acha normal pois foi alienado(a). De tanto ver uma coisa sendo taxada de bonita e ideal, acaba acreditando e renunciando a sua própria opinião e gostos. Isso é “lavagem cerebral”, se não acredita que isso exista, é a maior prova de que foi alienado(a).

Pare por um minuto para tentar saber quem você é, quais suas origens, seus objetivos. Não deixe que ninguém te diga o quê é certo e o quê não é. Forme sua própria opinião, caso contrário, outros formarão por você.

K-Poppers têm o costume de dizer que querem morar na Coreia e se casar com um coreano viver um romance de dorama.. Primeiro, você ao menos fala coreano? Segundo, você trabalha ou estuda? Quer chegar lá como? Força de vontade? Esquece.. Terceiro: Se conseguir ir para a Curéia das maravilhas e for bonita e branca, pode ter certeza que vai achar um coreano que vai te comer e te chutar depois, pois eles sabem que as fãs estrangeiras de K-Pop são trouxas e que se aproximar de uma é uma garantia de sexo fácil e grátis. Se é isso que você quer, vai lá pegar uma DST, mas então aceite ser apenas usada de objeto de prazer, porque é isso que provavelmente irá acontecer se você não parar de se iludir. Lugar nenhum é perfeito, ninguém vive romance de filme porque isso não existe, é ficção, você precisa saber separar o que é real, ficção e sonho.

A além do mais, a alienação está totalmente ligada a influencia, as pessoas se deixam influenciar pelas atitudes de seus ídolos, aceitam todo o que eles fazem, tentam imita-los e com o tempo, abdicam completamente da própria opinião e passam a ser uma sombra de outra pessoa.


 “Não existe influencia boa. Toda a influencia é imoral.. imoral do ponto de vista científico. [..] Porque influenciar uma pessoa é transmitir-lhe a nossa própria alma. Ela já não pensa com seus pensamentos naturais, nem arde com suas paixões naturais. As suas virtudes não são reais dela. Os seus pecados, se é que existem, são emprestados. Ela se converte em eco de uma música alheia, em ator e um papel que não foi escrito para ela. A finalidade da vida é o desenvolvimento próprio, Realizar completamente a própria natureza, é o que devemos buscar. O mal é que, hoje em dia, as pessoas têm medo de si mesmas. Esqueceram-se do mais elevado de todos os deveres, o dever para consigo mesmas. [..] O Valor nos abandonou. Talvez nunca o tenhamos tido, realmente. O temor da sociedade é a nossa base moral.”
- O retrato de Dorian Gray.


Expectativas dentro da realidade
Não tem nada errado em sonhar ir para a Coreia do Sul e cantar em coreano. Eu mesma sonho em ser cantora, aprender vários idiomas para cantar em várias línguas (não como os americanos que só cantam em inglês e acham que não precisam aprender outros idiomas mesmo com fãs em outros países), queria poder viajar pelo mundo, conhecer os lugares mais bonitos, comer comidas diferentes, conhecer culturas novas, não consigo imaginar alguém que se cansaria de viver assim. Mas, eu sei que isso tudo é apenas um SONHO, pois sonhos são fantasias, imaginação, quando digo "eu sonho", estou automaticamente deixando claro que não acredito que é possível, que depende do acaso e da sorte. Quando você quer uma coisa, corre atrás e não mede esforço para conseguir se chama "meta", uma coisa fixa, você sabe que pode alcançar se esforçando, ao contrário de um sonho, que muitas vezes não se realiza e depende puramente de sorte e eventualidade.

Achar que um país especifico é maravilhoso e melhor que os outros é pura ilusão, não existe um lugar melhor em o outro, basicamente qualquer lugar é bom desde que você tenha dinheiro ou seja corrupto

Cada um precisa ter noção do que é possível dentro de sua realidade.. Por exemplo, eu sou engenheira química, tenho a meta de trabalhar em desenvolvimento de medicamentos, mas tenho o sonho de descobrir ou criar algo importante para a humanidade e ganhar um prêmio Nobel. Mas tenho plena consciência que meu sonho depende do meu esforço e basicamente de sorte e acaso.

Assim devem ser com todos, não podemos apenas viver fantasiando, isso não leva a nada além de decepção. Devemos saber criar nossas expectativas dentro de nossas realidades, pois como dizia o incrível personagem dos livros de Harry Potter:

“Não vale a pena viver sonhando e se esquecer de viver”
- Alvo Dumbledore.


Conclusão
A mídia nunca nos aliena sem motivo.. Os responsáveis por isso são os políticos e pessoas de alta classe que possuem o poder em uma sociedade, eles usam da comunicação como ferramenta de controle mental para impor determinadas práticas culturais, ou seja, determinadas ideologias. Quem você acha que controla os meios de comunicação? São estas pessoas. No Brasil, por exemplo, todas os meios de comunicação são liderados por, no total, 11 famílias, todas de políticos. Inclusive, um dos maiores jornais americano, The New York Times, fez uma analise sobre "certa" emissora pública brasileira onde dizem: "TV irrealidade que ilude o Brasil", veja nesse link.

No K-Pop não é diferente, eles passam a ideia de uma Coreia perfeita exatamente para atrair estrangeiros que irão para lá GASTAR DINHEIRO comprando produtos coreanos e viajando, consequentemente, movimentando a economia. Você pode até não acreditar, mas tudo no mundo, exatamente TUDO é relacionado a dinheiro, da mesma forma com o K-Pop que é feito por empresas que visam o lucro acima de tudo. Quer provas?
• Segundo o último relatório da Agência de Promoção do Comércio e do Investimento Coreia do Sul (KOTRA, de acordo com sua sigla em Inglês), a popularidade da cultura pop coreana influenciou diretamente o aumento da produção em setores tão variados como o de cosméticos, jogos, turismo e bebidas, cifras atingindo vários bilhões de dólares em 2014. Em termos concretos, falamos de um estímulo de ₩ 12.500.000.000.000 (11.600 milhões de dólares) no ano passado, um aumento de 4 , 3 por cento acima dos 12.000.000.000.000 ₩ (11.200 milhões de dólares) no ano anterior, segundo publicado no portal de notícias Yonhap news. Fonte: revistakoreain.
• [...] a onda coreana cuja ponta da lança é o K-pop, contribuiu para a criação de 102.326 novos postos de trabalho. O envio de produtos sul-coreanos ao exterior também experimentou um aumento de próximo à 8,4% [...]. Fonte: revistakoreain.

Então não se iluda, não se deixe alienar, gostar de uma música é muito diferente de renunciar a sua cultura, país, etnia e opinião. Você pode ouvir e assistir o que quiser, mas deixar que uma mídia te aliene e te faça adotar uma ideologia imposta é lavagem cerebral. Não seja um dispositivo programado, você é um ser humano, use seu cérebro, pois se você não usa-lo para pensar por si mesmo, outras pessoas farão por você.

“A água parada forma uma pântano; a mente que não pensa forma um tolo.”
- Victor Hugo.



Respostas a criticas
Muitas pessoas criticaram essa postagem e fizemos um pequeno texto em reposta na nossa página do facebook. Vejam nossa resposta antes de comentar ou espalhar conclusões equivocadas sobre esse artigo.


Agradecimentos 


Tags:

1 comentários:

  1. Realmente verdade, tenho o queixo bem quadrado e o rosto bastante marcado e sempre achei isso lindo, esses dias me peguei pensando "poxa, gostaria de ter traços mais suaves(quem sabe umas pernas mais finas também -_-')".
    Mas, espera, eu não amava meu rosto antes? Haha preciso parar de focar apenas em K-pop e mídias.
    Parei para pensar um pouco, e não, maxilares e rostos de expressão mais forte, assim como pessoas de personalidades variadas, não apenas meigas ou tímidas, são completamente adoráveis.
    A coisa que provavelmente mais gosto no Brasil são as pessoas diferentes e misturadas.
    Nenhuma beleza é tão bonita quanto aquela que se mostra sempre diferente.

    ResponderExcluir

 
sample64

Seja nosso Afiliado

Clique aqui para se afiliar

sample41

Secret Brasil

Visite a fanbase brasileira do Secret.

sample42

N:sonic Brazil

Visite a fanbase brasileira do N:sonic.

sample41

Sensaciona -lismo do Kpop

Página de notícias/zuera do K-Pop .

sample43

A.KOR - 에이코어 Brazil

Visite a fanbase brasileira do A.KOR.

sample42

Joy Brasil

Visite a fanbase brasileira da Joy (Red Velvet).

sample43

Kim Yerim Brazil

Visite a fanbase brasileira da Yeri (Red Velvet).

sample42

Seulgi Brasil

Visite a fanbase brasileira da Seulgi (Red Velvet).

sample43

Kpop Tumblr

Página voltada para todo tipo de conteúdo de K-Pop.

sample42

Rua das Begônias

Blog sobre cultura pop japonesa e coreana.

sample43

Seja nosso Afiliado

Clique aqui para se afiliar.

sample64

Seja nosso Afiliado

Clique aqui para se afiliar.

Copyright © Hallyu Town | Designed by Templateism.com